REDES SOCIAIS       
AUDI SPORT ABT SCHAEFFLER FORMULA E TEAM
Lucas Di Grassi

Série de incidentes prejudica Di Grassi no e-Prix de Paris

Sequência de pódios do piloto brasileiro foi encerrada neste sábado (20) durante a sexta etapa da temporada da Fórmula E

Mal havia terminado o e-Prix de Paris, sexta etapa da temporada 2016-2017 da Fórmula E, neste sábado (20), e Lucas di Grassi já começava a pensar na próxima disputa, que acontece no dia 10 de junho em Berlim, com rodada dupla. A etapa parisiense apresentou uma série de incidentes para o piloto da ABT Schaeffler Audi Sport, que não pontuou na prova que venceu há um ano.

“Considere terminada esta etapa e vamos olhar para a frente”, resumiu o piloto, em um típico dia para não ser lembrado. Di Grassi, depois de fazer o melhor tempo no segundo treino livre, saiu para a classificação no primeiro grupo de pilotos, quando as condições da pista ainda não eram as ideais em termos de temperatura e aderência. Por isso, conseguiu apenas a 13ª posição de largada.

Na volta 16 da corrida, o brasileiro ultrapassou o português António Félix da Costa. Ao concluir a manobra, por fora, Lucas foi abalroado pelo lusitano. O piloto da Audi Sport rodou, mas conseguiu voltar à pista. O acidente gerou um período de Full Course Yellow, em que os pilotos têm de andar em velocidade controlada e, assim, boa parte do grid já se dirigiu aos boxes adotando estratégia parecida com a que levou Di Grassi à vitória no México há duas etapas.

Em sua parada para troca de carro, a equipe acabou o liberando de volta à pista muito cedo, no que o vice-líder do campeonato acabou penalizado com um drive-through, que é a passagem obrigatória pela área de boxes. Sem chances de terminar entre os dez primeiros e assim conquistar pontos, a estratégia passou a ser a busca da melhor volta da prova, e na perseguição pelo ponto extra o carro número 11 acabou tocando na proteção da pista, forçando-o a abandonar a corrida.

“Absolutamente, um dia para ser esquecido. Tudo o que podia dar errado comigo e com a equipe acabou dando errado”, disse. “Claro que agora vamos nos sentar, discutir e fazer uma análise profunda de tudo o que aconteceu, e depois vamos bater a poeira, levantar a cabeça e voltar a atacar”, afirmou.

Além de não pontuar, Lucas viu seu rival Sébastien Buemi marcar a pole position e vencer a prova, abrindo uma distância de 43 pontos na liderança do campeonato.

O brasileiro sabe do seu poder de reação e também o de sua equipe. Ainda nesta temporada, o brasileiro chegou para a etapa da Cidade do México a 46 pontos do suíço, venceu a corrida e diminuiu a distância para apenas cinco. E a próxima etapa da categoria dos carros elétricos acontece em Berlim, na Alemanha, com duas provas em circuito montado no antigo aeroporto Tempelhof.

“É a corrida de casa para a equipe, e nosso objetivo é voltar com mais força. Já mostramos mais de uma vez que podemos reagir. E é o que vamos fazer”, concluiu.

Lucas Di Grassi é patrocinado por Qualcomm, Aethra, KNM, BlueFox e Mumm