REDES SOCIAIS       
Lucas Di Grassi

Lucas crava terceiro pódio seguido na F-E

Retrospecto soma 1 vitória e 3 segundos lugares em 42 dias

 

O brasileiro Lucas Di Grassi obteve seu terceiro pódio consecutivo no Campeonato Mundial de Fórmula E neste sábado (28), na corrida disputada nas ruas de Paris e válida pela oitava etapa da temporada. O atual campeão mundial também cravou sua segunda melhor volta em corrida na temporada – a primeira havia sido no México – e com isso garantiu o ponto extra. Com o resultado, após oito corridas Di Grassi pulou de oitavo para quinto na classificação de um torneio no qual abandonou as quatro primeiras provas. “Foi um final de semana emocionante em uma pista das mais difíceis em termos de ultrapassagem”, comentou Lucas.

“Fiquei feliz com o resultado. Podíamos ter ido melhor na classificação para o grid – e isso nos atrapalhou na briga pela vitória – mas se você considerar que largamos em sexto e terminamos em segundo depois de brigas muito intensas, acho que foi um excelente trabalho de todos na equipe”, resumiu Lucas. “Novamente estivemos muito competitivos e chegamos muito perto da vitória. Vamos ver em Berlim, local da próxima corrida, se esse bom trabalho vai finalmente nos dar a primeira vitória do ano”, disse o brasileiro.

 

Estratégia – Depois de ter sido o mais rápido nos treinos livres em Paris, Lucas obteve a sexta posição no grid. Os dois carros da equipe Audi Sport Abt Schaeffler tiveram dificuldades para aquecer os pneus em um momento de pista relativamente fria – e como resultado Lucas não entrou na superpole por uma margem de apenas 0s005.

Em uma pista que dificulta muito as ultrapassagens – tanto que a corrida teve um índice menor do que o normal neste quesito –, Di Grassi voltou a empregar a estratégia de poupar energia antes da parada obrigatória para troca de monoposto. O plano do brasileiro da equipe Audi Sport Abt Schaeffler novamente deu certo. Na largada, Lucas pulou para o quinto lugar e passou a acompanhar de perto o quinto colocado, o alemão Maro Engel, da equipe Venturi. Quando os líderes pararam para o pit stop, na 24ª volta, Di Grassi ainda tinha energia suficiente para mais duas voltas – fato que lhe garantiu a ultrapassagem sobre Engel na saída do seu pit stop, embora tenha sido atrapalhado pelo retardatário Félix Rosenquist (Suécia, equipe Mahindra).

Com o carro bem acertado e usando a energia economizada, Lucas partiu para cima do britânico Sam Bird (equipe DS Virgin), conseguindo o terceiro lugar na 36ª passagem. A partir daí o piloto brasileiro iniciou a mais dramática briga da corrida, em perseguição ao alemão André Lotterer. O piloto da equipe Techeetah, por sua vez, além de tentar garantir o segundo lugar também foi importante na preservação da liderança pelo francês Jean-Eric Vergne, seu parceiro de equipe. Na disputa com Di Grassi, o alemão chegou a espremer o brasileiro duas vezes contra o muro. Mas apenas adiou o inevitável.

Lucas atacou Lotterer consistentemente a ponto de o alemão consumir muito da energia do seu carro, na tentativa de defender-se. Na volta final, faltando poucos metros para a bandeirada quadriculada, o carro da Techeetah exauriu totalmente sua energia e Lotterer não teve mais como impedir a passagem do piloto brasileiro. Vindo logo atrás, Sam Bird também aproveitou o incidente. O britânico mergulhou pelo lado direito de André, mas a manobra foi acidentada: o DS Virgin de Bird atingiu a traseira do Techeetah de Lotterer, destruindo a suspensão dianteira do carro do britânico. Mesmo assim Bird incrivelmente conseguiu cruzar a linha de chegada com a roda dianteira direita pendurada. Lotterer se arrastou pelos poucos metros faltantes e ainda cruzou a linha em sexto, apesar da asa traseira destruída na batida,.

 

Quatro pódios – No próximo domingo, Lucas estará de volta ao volante para a quinta etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car, em Londrina. Este será o quinto final de semana consecutivo com Di Grassi atuando em competições oficiais. Nos últimos 42 dias, Lucas subiu ao pódio quatro vezes em cinco corridas: uma vitória na Stock na etapa de Curitiba (8 de abril), além de três segundos lugares na F-E nas etapas do Uruguai (17 de março), Itália (14 de abril) e França (28 de abril).